top of page
Buscar
  • Foto do escritorTeresa Gomes

Os Novos Vinhos do Porto Velhos

Foi o nome dado à Masterclass realizada pelo Instituto dos Vinhos do Porto e Douro (IVDP) no âmbito das celebrações do Port Wine Day. A Masterclass desde ano visou a apresentação e degustação dos vinhos do Porto das categorias criadas em Janeiro de 2022 – Branco 50 Anos, Tawny 50 Anos e Very Very Old.



9Vinhos do Porto Branco e Tawny 50 Anos mais Very Very Old provados na Masterclass no IVDP
Fotografia IVDP

O Port Wine Day, instituído em 2014, é oficialmente no dia 10 de Setembro, pois foi neste dia, no ano de 1756, que foi demarcada a região do Douro. No entanto, as celebrações este ano estendem-se por todo o mês, com o culminar numa Sunset Party no próximo dia 30 à beira rio, na cidade de Vila Nova de Gaia.


O IVDP pretendeu mostrar aos participantes (Escanções, Chefs e Jornalistas) estes Portos raros e únicos. Os produtores presentes mostraram a inovação e modernidade que é possível fazer com vinhos do Porto velhos. Através dos nove vinhos provados foi possível fazer uma análise do perfil sensorial destas novas categorias, que lhe conto já a seguir.


“O vinho do Porto está em permanente inovação possibilitando uma oferta diversificada aos consumidores, de várias gerações, sendo, indiscutivelmente o vinho que continuará a posicionar Portugal nas categorias premium” Gilberto Iglesias (Presidente do IVDP)


A primeira regulamentação das categorias especiais, por exemplo, os Tawny com indicação de idade, ou o Vintage, aconteceu há 50 anos. Em 2005 instituí-se os vinhos do Porto Branco 10, 20, 30 e 40 Anos. E recentemente, em Janeiro de 2022 as novas categorias de Portos Branco 50 Anos, Tawny 50 Anos e Very Very Old.


Estas alterações foram surgindo com base na dinâmica do sector, ou seja, vinhos do Porto que já estavam no mercado, porém sem enquadramento justo nas categorias.

Fica assim mais claro para o consumidor, escolher qual vinho do Porto Branco ou Tawny deseja beber.



Brancos

Branco, Branco Reserva, Branco com Indicação de Idade (10, 20, 30, 40, 50, VVO), Colheita (datado), Garrafeira (Datado).


Tawnies

Tawny, Tawny Reserva, Tawny com Indicação de Idade (10, 20, 30, 40, 50, VVO), Colheita (datado), Garrafeira (Datado).




A riqueza de stocks de vinhos velhos que permitiu aos produtores elaborarem excepcionais lotes como os de 50 Anos ou Very Very Old deve-se a um, ou vários factos.


Legislação

Quaisquer pessoas, singulares ou colectivas, que se queiram dedicar à venda do vinho do Porto ficam obrigadas a fazer a sua inscrição no IVDP e devem satisfazer várias condições. Uma delas é possuir e manter uma existência permanente não inferior a 150 mil litros de vinho do Porto.

Já em actividade, a Lei do Terço, permite apenas a comercialização de um terço dos vinhos armazenados.


Compra

A aquisição de casas, ou quintas, produtoras de vinho do Porto por grupos do sector (Symington, Fladgate, Sogevinus, etc.) é igualmente uma forma de obter stocks com vinhos raros para a elaboração de categorias altas.

Herança

Partilhas, separações, ou mesmo a venda do negócio, podem dar azo a uma herança de um ou mais toneis de um Porto velho.


Acaso

Vinhos que ficaram “esquecidos”, por terem grande qualidade ou a falta desta quando jovens, não se sabe ao certo. E que hoje, com as novas categorias de 50 Anos e VVO, são tesouros que fazem brilhar os olhos de quem elabora os loteamentos, tal qual uma criança numa loja de brinquedos.



A Masterclass Os Novos Portos Velhos foi constituída por uma selecção de Portos Brancos 50 Anos, Tawnies 50 Anos que as empresas de vinho do Porto lançaram no mercado desde Janeiro de 2022.


  1. Kopke Branco 50 Anos

  2. Vista Alegre Branco 50 Anos

  3. Rozès Tawny 50 Anos

  4. Taylor’s Golden Age Tawny 50 Anos

  5. Vieira de Sousa Tawny 50 Anos

  6. Vasques de Carvalho Tawny 50 Anos

  7. Quinta do Estanho Tawny 50 Anos

  8. Vallado Tawny 50 Anos

  9. Niepoort VV



Os vinhos do Porto Tawny e Branco 50 Anos são vinhos de elevada ou excepcional qualidade. Obtidos por lotação de vinhos de diversos anos, apresentando-se alourados ou alourados claros, no caso dos Tawnies.


“O efeito da oxidação e de evaporação ao longo de décadas, induz a uma complexidade extraordinária, com doçura equilibrada pela maior riqueza de ácidos. É expectável uma grande complexidade e elegância, com persistência muito longa na boca.”

Os Portos Brancos desta categoria apresentam uma cor branca-dourada.


Por exemplo, para o Kopke Branco 50 Anos utilizaram Portos entre os 47 e 58 anos de idade. Já a Vasques de Carvalho para o Tawny 50 Anos, baseou-se em vários vinhos, sendo o mais velho de 1880.


Curiosamente todos os representantes das empresas, afirmaram na Masterclass que os Portos 50 Anos não eram uma continuidade dos 30 ou 40 Anos, e sim, um vinho de qualidade destacada com personalidade própria. Houve aqui de facto um desejo de criar um lote excepcional, muito próximo da perfeição.


A categoria Very Very Old (ou VVO ou WO) é para vinhos do Porto “com mais de 80 anos de idade, que apresentam excepcional qualidade. São raros e correspondem à expressão máxima de complexidade associada ao envelhecimento oxidativo. Equilibrados, intensos, complexos e muito persistentes.”


Na Masterclass foi o vinho do Porto Niepoort VV que representou esta categoria, embora não a seja oficialmente, pois foi engarrafado em 2012. A garrafa aberta (só se produziram 999) fez, sim, prova do potencial de “longevidade ilimitada” desta categoria e da necessidade da sua criação.



Os preços dos vinhos do Porto Branco/Tawny 50 Anos estão entre os 175€ e os 470€ a garrafa, sendo as quantidades limitadas e muito vocacionadas para a exportação.

Lojas e sobretudo restaurantes estão muito entusiasmados em poderem servir, para além do Vintage, Porto a copo de categorias "muito" especiais.



Opinião

Discutido durante a Masterclass não vejo estes novos Portos velhos fazerem sombra aos Portos Vintage. Primeiro, estamos a falar de Portos com evolução distinta, oxidação versus redução, ou seja, cor, aroma e sabor diferentes. Antevejo um sucesso de vendas, pois é novidade, além que há sempre quem queira comprar o mais caro...


Poder ter uma garrafa aberta durante mais tempo que a de um Vintage, dá confiança ao cliente do restaurante e também tranquilidade ao Escanção.

E considerando uma Carta de Vinhos bem feita, onde é o vinho do Porto mais caro, a médio/longo prazo, quando deixar de ser novidade, vai garantidamente potenciar a venda dos Portos 40 Anos e no geral a categoria dos Tawnies.



Se tem um restaurante ou bar de vinhos e não actualiza a sua Carta de Vinhos há mais de um ano, tem garrafas “paradas”, os clientes perguntam por vinhos dos quais nunca ouvi falar e as vendas já tiveram melhores dias. Vamos conversar!


Posso fazer desde uma simples revisão da sua Carta de Vinhos até um Programa de Vinhos com formação integrada para a sua equipa.

Envie-me agora um pedido de agendamento para o email somm@teresagomes.com


Comments


icon_Teresa7.png
bottom of page