Buscar
  • Teresa Gomes

Guia de como comprar vinhos no supermercado



As Feiras de Vinhos são sempre uma boa altura para a renovação da garrafeira, comprar mais garrafas do que já se conhece e deixarmo-nos tentar por novos vinhos.


Tratando-se na maioria de vinhos populares, o preço é muito ponderado por quem compra nas feiras das cadeias de supermercados. Contudo, quero chamar a tua atenção para outros factores que te vão ajudar a escolher grandes vinhos e a descobrir, quem sabe, o novo vinho favorito lá de casa.




Nos supermercados a oferta é interminável. Entre marcas, quintas, castas, produtores e preços, as opções são enormes e, embora isso seja magnifico, é difícil escolher uma garrafa de vinho!

Eu sei isso, passei pelo mesmo e por isso quero ajudar-te.


Ao seguires as minhas indicações vais passar a gostar de comprar vinhos tanto quanto eu. Vais dar os primeiros passos em conhecer mais e melhor os vinhos que já bebes e saber do que gostas, sem ser só pelo preço. Quero ajudar-te na tua tarefa de comprar vinho; por isso, continua a ler.



Vamos às compras?


Primeiro é importante relembrar que os vinhos estão habitualmente arrumados nas prateleiras por regiões – Douro, Vinho Verde, Alentejo, etc.


Regiões com menos vinhos podem estar algo misturadas ou numa área de prateleira menor e sem placa identificadora, terás de fazer valer-te do teu lado de descobridor.


Ainda antes de saíres de casa recomendo vivamente fazeres um levantamento dos vinhos que precisas repor na tua garrafeira, quais eventos especiais vais ter em breve e, porque não, ponderar já em algumas ofertas para o Natal?



Embora as previsões sejam de um mês de Outubro quente, o Inverno está a chegar e os hábitos de consumo, tal qual como a roupa no guarda-fato, vão mudar.

Aposta mais em tintos, alguns rosés para as petiscadas de Outono e brancos estagiados aka brancos de Inverno. Uma vez servidos a 10-14.ºC numa noite fria vão dar um prazer confortador.



Após decidires qual é o orçamento disponível, aloca uma parte para vinhos “nunca na vida!”, ou seja, vinhos que nunca comprarias numa ida habitual ao supermercado.

Pode ser, por exemplo, um vinho de uma região ou casta desconhecida para ti, ou até um vinho que não tenhas grande paixão. Dá o benefício da dúvida, ao vinho e a ti.



É do conhecimento publico que a maioria dos vinhos à venda em supermercados são vinhos populares, bastantes vezes marcas exclusivas. E claro, com produções capazes de abastecer dezenas de lojas durante todo o ano. Se preferes um vinho mais exclusivo, poderás ter de ir a uma loja especializada em vinho.


Porque as feiras de vinhos nos supermercados são sempre à volta do preço, eis aqui cinco factores para escolheres vinhos mais conscientemente e ires mais além na tua jornada de conhecimento vínico sem esvaziar a carteira.



#1 Produtor

Tratando-se de uma marca nova ou menos sonante, sem nome de quinta ou herdade, poderás não identificar quem é o produtor imediatamente. Nesse caso procura no contra rótulo pelo nome dele.



#2 Enólogo

Um exercício que convido afazeres para abrires horizontes vínicos é fazeres uma lista com o nome dos Enólogos (ou Enólogas) dos vinhos que aprecias e depois partires à descoberta de outros vinhos feitos por eles.



#3 Preço

Aproveitar as feiras para comprar aquele vinho acima do teu orçamento, certamente pouparás alguns euros.



#4 Anos de colheita

As feiras acontecem à entrada dos supermercados e muitas pessoas deixam de ir à área de Garrafeira… Passa sempre por lá, pois já me aconteceu algumas vezes encontrar o mesmo vinho de uma colheita (ano de vindima) anterior. Acredita, a maior parte das vezes vale a pena, o tempo em garrafa faz maravilhas a um vinho, sobretudo se tinto!

Para tirar a prova dos nove, compra as duas garrafas e prova lado a lado.



#5 Aplicativos

Podem ser um aliado ou um inimigo, conforme as uses. Se olhas apenas para a pontuação, não vão ajudar. Já, se lês os comentários e sendo estes idênticos entre si, poderás formar uma opinião – comprar ou não comprar, com base no teu gosto e aquilo que acabaste de ler.


Por exemplo, se lês que o vinho é intenso, cheira a madeira e é seco, contudo, procuras por um vinho frutado e sedoso, não é por esse vinho ter 4,8 pontos em 5, que vais gostar dele.



Se estiveres hesitante e não souberes se deves comprar, compra!

Compra uma garrafa apenas e prova o vinho. Gostaste? Volta ao supermercado e compra mais garrafas, porém não leves muito tempo a fazê-lo, as feiras de vinhos terminam muito em breve.



Para aprenderes a provar vinhos obtém agora aqui o E-book – Provar Vinhos Como Um Profissional, que também te ensina os cuidados a ter com copos e temperaturas.



Boas compras e boas provas!

icon_Teresa7.png